Se você é um artesão, tanto amador quanto profissional, já deve ter percebido os benefícios que o “fazer a mão” traz para a saúde. Por exemplo, você se sente menos ansioso quando está tricotando? Nem vê a hora passar quando produz uma peça no tear? Ou nota que fica totalmente presente no agora ao bordar?

Com toda a certeza, a arte tem o poder de ser também uma terapia. De fato, ela possui a habilidade de cura, de reabilitação, de autoconhecimento e de prevenção na área da saúde física, mental, emocional e espiritual.

Por isso, o seu emprego terapêutico tornou-se uma especialidade dos campos de educação e saúde e ganhou um nome: arteterapia. A técnica usa diversas linguagens artísticas como plástica, sonora, dramática, corporal e literária. Dessa forma, estuda e utiliza de diferentes práticas para desenvolver o paciente: artesanato, escrita, teatro, pintura, escultura, dança etc.

Sem dúvida, é inquestionável as inúmeras vantagens da arteterapia! Portanto, entenda neste post o que é essa técnica tão especial, os vários benefícios e as expressões artísticas que trabalha.

Ah, aproveite para já escolher o seu trabalho artístico. 

Arteterapia – o que é

De fato, muita gente acredita que a arteterapia é um método recente. Mas, na verdade, as suas origens surgiram no século XIX, com o psiquiatra alemão Johann Christian Rell. Foi ele quem desenvolveu um tipo de protocolo terapêutico que, até hoje, é utilizado pelos profissionais da área.

Depois disso, foi defendida por psicanalistas como Freud e Jung. No Brasil, começou a ser empregada em meados do século XX.

Basicamente, a arteterapia é a aplicação de recursos e técnicas artísticas no âmbito terapêutico. Desse modo, o arteterapeuta pode trabalhar com diferentes manifestações artísticas para desenvolver o paciente, como artesanato, tecelagem, desenho, pintura, interpretação de personagens, contação de histórias, escultura, modelagem, colagem, dança, escrita, música, expressão corporal, dentre outras.

Tudo isso como meio para restaurar ou melhorar a saúde mental, física e espiritual do indivíduo, além do seu bem-estar emocional e social. Para isso, atua como uma ferramenta de autoconhecimento. Assim sendo, a pessoa é estimulada a olhar para dentro e desenvolver uma nova visão e perspectivas sobre si mesmo.

A prática terapêutica vem apresentando resultados excelentes no combate à ansiedade, depressão, estresse e solidão. Além disso, consegue reformular traumas e dificuldades vivenciadas pelo paciente. Sem dúvida, por ser transformadora, pode ser empregada no tratamento de crianças, adolescentes, adultos, idosos, tanto doentes quanto saudáveis.

Arteterapia – expressões artísticas

Agora, veja como algumas técnicas artísticas podem ser trabalhadas dentro da terapia da arte.

Artesanato

O artesanato é o trabalho manual milenar que, sem dúvida, pode ser uma das ferramentas aplicadas na arteterapia. Isso porque o fazer a mão estimula a concentração e o foco prolongado, acalma o cérebro, diminui a frequência cardíaca e, consequentemente, relaxa o corpo. Isto é, combate o estresse e a ansiedade.

Com o artesanato, a pessoa se expressa e descobre as próprias aptidões, habilidades e desejos. Ou seja, passa a se conhecer melhor. De fato, é inegável para o nosso bem-estar.  

Aqui, pode-se utilizar do crochê, do bordado, do patchwork e até da tecelagem, por exemplo.

Pintura

Com toda a certeza, a pintura é uma das artes mais empregadas por esse ramo. Geralmente, o profissional conduz o indivíduo a soltar a imaginação e pintar livremente, sem preocupação com estética e formas. Dessa maneira, ocorre um desbloqueio, uma vez que o paciente apenas cria àquilo que vem em sua mente naturalmente. Depois dessa primeira etapa, é que começa o trabalho de aprofundamento para dentro do ser.

Escrita

No primeiro momento, a pessoa é incentivada a soltar a imaginação com base em suas próprias vivências, experiências e realidade de vida. Posteriormente, o arteterapeuta identifica, a partir dos relatos, os pontos a serem trabalhados com o paciente.  

Dança

Na dança, o indivíduo é encorajado a simplesmente soltar o corpo e apenas sentir o som. Pouco depois, passa a conscientizar-se dos próprios movimentos. É a partir dessa hora que ele inicia uma aproximação consigo mesmo. 

Teatro

Já no teatro, ele é motivado a falar dele mesmo por meio de personagens. Isso porque é um processo de criação, que transita entre a realidade e a ficção. 

Benefícios

Com toda a certeza, a arteterapia apresenta inúmeras vantagens. Portanto, veja em seguida os principais benefícios:

  • Auxilia no desenvolvimento pessoal, emocional e mental;
  • Ajuda a expressar sentimentos e emoções;
  • Melhora os nossos relacionamentos interpessoais;
  • Aumenta o autoconhecimento;
  • Fortalece a autoestima;
  • Combate à ansiedade, depressão e estresse;
  • Melhora a concentração, o foco prolongado, a atenção e a memória;
  • Solta a imaginação;
  • Estimula a criatividade;
  • Acalma a mente;
  • Relaxa o corpo;
  • Melhora a autoconfiança;
  • Melhora as habilidades físicas;
  • Incentiva o pensamento crítico;
  • Auxilia na reformulação de questões traumáticas e de dificuldades;
  • Promove a estabilidade de doenças crônicas;
  • Melhora o bem-estar e a qualidade de vida.

Conclusão

Por fim, você viu como a arteterapia é uma forte aliada para o nosso bem-estar físico, mental, emocional e espiritual. Sem dúvida, é por meio de técnicas artísticas que conseguimos trabalhar diversas questões internas. Por isso, uma das principais ferramentas de trabalho é o autoconhecimento.

Procure um arteterapeuta para te orientar nesse processo. Além do mais, que tal escolher uma técnica artística que mais tenha a ver com você e começar a praticar agora? Pode ser algum trabalho manual, como pintura, desenho, modelagem, tecelagem, crochê e bordado, por exemplo. Ou dança, escrita, teatro e música.

Com toda a certeza, você já terá diversos benefícios imediatos para a sua saúde.

Gosta de arte? Então, acompanhe o blog da Arte e Tear e fique por dentro de todas as novidades.